segunda-feira, 2 de fevereiro de 2009

Uma ferramenta


Como deles necessitamos...
Traçam linhas e pensamentos.
Ideias que depressa vêm como desaparecem com um simples apagão.
Grossos, finos mascam a importância do sentido do fio preto.
Uma história contam.
Ingénuos, não sabem o que escrevem.
Diversas formas, diversas cores, diversos revestimentos.
Um afecto a aumentar à medida que desaparecem.
Hoje utilizo-os mais que ontem, nos trabalhos, nas aulas, no dia-a-dia.
A nós, aos nossos trabalhos em família...
(Foto de Só)

4 comentários:

Su disse...

Um lápis precisa sempre de uma mão para ser...

Quantas mãos vão escrevendo a nossa vida...

Desenha sem borracha!

RaquEL disse...

(=
Por vezes temos mesmo de voltar ao início. Com o auxilio das pequenas marcas que ficaram seguir a linha certa.
*

RaquEL disse...

Obrigada por estares atenta..

Sara Almeida disse...

aquilo foi a foto q nao entrou. nem reparei tal era a pressa ontem xD

e saudades desses trabalhos?
das noites passadas entre todos...
o mau humor gerido pelas noites sem dormir...

é duro...mas quando nao existe faz-nos recuar e reviver...*