quarta-feira, 19 de outubro de 2011

Se Maomé não vai à montanha...

Ontem o meu jantar foi o típico bacalhau com grão.
Foi aquele prato que me fez lembrar mais os sabores do Portugal. Aquele prato que adoro, típico de fim-de-semana e que apenas sabe bem no Inverno.
Ontem, se não fosse o frio que se apresenta nesta altura, com este prato à frente diria que estaria na minha casa.
Que bem me soube!
Mas esta iguaria não é feita aqui, pois bacalhau é produto extinto nos mercados desta zona da Suécia. Bacalhau, espécie inexistente na gastronomia sueca, foi trazido do mercado de Portugal e transportado pela mami. Chegou até mim numa altura em que já ressentia a sua ausência, já sonhava em tê-lo no meu prato assim, cheio de azeite.
Obrigada mami por proporcionar-me momentos tão típicos de Portugal na Suécia.

2 comentários:

Odair Ribeiro disse...

...Olho e as coisas existem...

Sou assim... olho e as coisas para mim, em meu sentido, pelo menos parecem terem que existir...

Gostei, fiquei, voltarei!

RaquEL disse...

Fico contente por aquilo que escrevo fazer sentido para outro alguém. E ainda bem que ficou.